domingo, 15 de junho de 2008

O melhor europeu de sempre? A ver vamos

Anda tudo muito entusiasmado com este europeu de futebol. Falo dos comentadores e de quem gosta de bola. Não é de espantar. As equipas vistas como sendo de destruição estão a perder e as equipas que atacam andam a ganhar. Mais, andam aí umas equipas a ganhar com dois ou mais golos de diferença (vide Portugal, Espanha e, especialmente, Holanda). Esquecendo que a fase de grupos é sempre assim, porque os erros de um jogo podem ser limpos no seguinte e que quando começarem os jogos a eliminar começam as defesas a fechar (olhe-se para o Mundial de há dois anos), convém pensar que as coisas não funcionam assim tão linearmente.

Primeiro ponto: a Holanda que limpou o rabinho aos italianos e aos franceses pouco atacou. Teve, isso sim, uma eficácia fabulosa e beneficiou do facto de as melhores defesas da última década serem as mesmas que começaram a mesma. Com defesas a sério e comandadas por treinadores que consigam colocar mais que dois neurónios a funcionar em simultâneo, não estou a ver os holandeses a safarem-se bem. Pelo contrário, estou a vê-los a irem para casa depois de provarem o próprio veneno (contra-ataque).

Segundo ponto: Portugal não tem atacado. Melhor, ataca, mas só enquanto não ganha. Depois começa a retrair-se e a jogar à italiana. O segundo aos turcos e o terceiro aos checos surgem de contra-ataques e depois de um ou outro calafrio. Até se podem safar assim, mas isso está para provar.

Terceiro ponto: o espanhóis jogam sempre assim. Bem nas fases de qualificação e mal nas eliminatórias. Esperem vê-los eliminados já nos quartos de final pelos romenos.

Quarto ponto: com uma equipa sólida e com três ou quatro jogadores de qualidade, para além do melhor treinador, este europeu está a pôr-se a jeito para os croatas.

1 comentário:

Ana disse...

Olha, tb concordo. A Croácia vai ganhar este europeu, pelo menos assim espero. Portugal ficará pelos quartos de final, vai levar uma abada contra a Alemanha.